Translate this Page

Rating: 3.0/5 (867 votos)



ONLINE
13




Partilhe este Site...

 

 

<

Flag Counter

site, fee epub, link, get pdf, enter link, free book, download book, this link, free book, download pdf,

Apologética a tradução dos TJ
Apologética a tradução dos TJ

                        Fatos sobre a Tradução da Bíblia das TJs

 

EM QUE SE BASEIA A TRADUÇÃO DO NOVO MUNDO (TNM)?

A Sociedade Torre de Vigia (daqui pra frente STV) responde a esta pergunta nestes termos:

“Usou-se como base para a tradução das escrituras hebraicas o texto da bíblia hebraica, de Rudolf Kittel… teve o benefício da atualização, em harmonia com a Bíblia Hebraica Stuttgartensia de 1977… os rolos do mar morto, e numerosas traduções antigas em outras línguas foram consultados. Para as escrituras Gregas Cristãs, usou-se primariamente o texto grego mestre de 1881, preparado por Westcott e Hort..outros textos mestres foram consultados…numerosas versões antigas em outros idiomas”. (Raciocínios à Base das Escrituras página 394)

Essa afirmação não é verdadeira, pois o tetragrama não aparece em Westcott e Hort e em nenhum manuscrito grego do Novo Testamento. Ela também rejeitou a Bíblia Hebraica Stuttgartensia que ao invés de Jeová aparece o nome Adonay como também os rolos do mar morto. Para o Novo Testamento até mesmo o The Emphatic Diaglott não traz o tetragrama. Ela foi arrancá-los de outros lugares, mas não dos textos padrões que afirma ter servido de base para fazer a tradução.

QUEM SÃO OS TRADUTORES DA TNM?

Veja as afirmações nesta mesma obra citada:

“… ela pediu que seus membros permanecessem no anonimato”.E mais “Não usamos o nome de nenhum erudito para referência ou recomendações…”.

Uma pergunta que precisa ser feita é: porque esse anonimato?  Será porque a comissão a qual traduziu a TNM não tinham conhecimentos para tal tarefa?

Mais adiante o autor do livro se entrega e diz: “Visto que os tradutores preferiram ficar no anonimato, a pergunta não pode ser respondida aqui em termos de formatura cultural deles” (ibidem).

O que o livro não quer revelar explicitamente é que NINGUÉM entre a comissão que traduziu a TNM sabia as línguas originais e, portanto não poderiam fazer tal tradução; e mais que isso, a STV não revela que Russell foi processado em 1912 após ter movido um processo contra um pastor batista por este ter publicado em um panfleto, que Russel ignorava o grego. No tribunal o reverendo foi absolvido ficando provado que Russell desconhecia completamente o original grego, pois a última pergunta feita pelo advogado do pastor foi: P: O senhor conhece a língua grega? R: NÃO. Não podemos nos esquecer de que Russell foi quem publicou os seis volumes de que fala o prefácio da TNM edição de 1961(capa verde) da qual ela surgiu.Um outro que foi processado por não saber os originais era nada mais nada menos que o quarto presidente da STV, “Frederic W Franz” pois não soube traduzir Gênesis 2:4 perante o tribunal sendo que no começo do interrogatório ele afirmara ser conhecedor do hebraico. O processo se deu no dia 24/11/1954 numa quarta feira.O Sr.William Cetnar, ex-TJ e que trabalhou na sede mundial em Nova Iorque, como assistente do Corpo Governante, confirma que Franz foi um dos membros da comissão que traduziu a TNM, isto é confirmado também pelo sobrinho de Franz: Raymond Franz que foi membro do Corpo Governante durante nove (9) anos e pediu para ser desassociado após descobrir as trapaças e malogros do Corpo Governante vindo a se converter a Jesus Cristo mais tarde; mas tudo isso é abafado pela STV para que seus seis milhões de adeptos não venha conhecer a verdade.

O pior de tudo é que a STV quer passar uma imagem de erudição que a TNM não possui.Veja a versão em português, que ao invés de ser traduzida diretamente dos originais como são as demais versões, foi traduzida diretamente do inglês.Que horror!!

Esta é, pois a tradução das Tjs, com “consultas constantes nos originais” como ela mesma se ufana.O tempo não nos permite expor neste e-mail, todos os erros e aberrações que possui a TNM, da qual tanto as TJ se orgulham.É uma tradução de fundo de quintal, é na verdade uma (per) versão.                              Antes de retornarmos a questão das versões siríacas, devo avisá-lo que em pesquisas realizadas tomei o parecer de um amigo que possui a “Pechita” siríaca (adquirida em Jerusalém-Israel) que é bacharel em língua e literatura hebraica pela FFLCH , mestre em hebraico pela Universidade de São Paulo , professor de línguas hebraico/grega e licenciado em letras orientais;e foi por isso que demorei responde-lo pois queria dar uma resposta robusta ao senhor, no tocante a este tema, para que também possa pesquisar por conta própria e se ver livre de uma vez por todas das algemas da Organização. Aqui senhor Walter,temos um compromisso com a verdade!

Portanto como ficou demonstrada, a versão siríacas não são bases para a TNM, pelos vários motivos expostos acima.

 

 

MTJs e a questão de Jesus ser primeiro e último

por Prof. Paulo Cristiano da Silva - ter mar 03, 12:01 am

 

“EU SOU O PRIMEIRO E O ÚLTIMO” (apocalipse 1.17)

Argumento das Testemunhas de Jeová (TJs)

“Quando Jesus se apresenta pelo título de “o Primeiro e o Último”, ele não está reivindicando igualdade com Jeová, o Grandioso Criador. Usa um título que lhe foi devidamente dado por Deus. Em Isaías, Jeová fez uma declaração sobre a Sua posição exclusiva de verdadeiro Deus. Ele é o Deus eterno, e além dele, de fato, não há Deus assim. (1 Timóteo 1:17) Em Revelação, Jesus fala sobre o título que lhe foi dado, trazendo à atenção sua extraordinária ressurreição.” (Revelação Seu Grande Clímax Está Próximo! págs. 27,28)   

 

COMO REFUTAR

Em Isaías 44:6 está escrito: “Eu sou o primeiro, e eu sou  último, e fora de mim não há Deus.”. Essa declaração é do próprio Jeová Deus. A STV não vê limites em suas trapaças, seja falsificando as traduções, interpolando textos ou torcendo-os descaradamente para seu proveito e com apocalipse 1:17 não é diferente.

Tentando se ver livres da evidencia de que Jesus é o Jeová do A.T, eles inventaram um novo significado para a expressão “o primeiro e o último”. No caso de Jeová significa sua posição como único Deus, já no de Jesus, apenas um título, e mesmo  assim distorcido pois dão um significado totalmente particular como “o primeiro humano a ressuscitar para a vida espiritual imortal…Além disso ele é “o Último” ressuscitado assim pelo próprio Jeová…Ele usufrui a imortalidade”(éden)

Para reforçar ainda mais seu argumento acrescentaram no rodapé do referido livro a seguinte explicação: ” No hebreu original, em Isaías 44:6, não há artigo definido junto às palavras “primeiro” e “último”, ao passo que na descrição que Jesus fez de si mesmo, no grego original, em Revelação 1:17, encontra-se o artigo definido. De modo que, em sentido gramatical, Revelação 1:17 indica um título, ao passo que Isaías 44:6 descreve a Divindade de Jeová.”      

Jesus Cristo se revela no apocalipse sempre como:

Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor Deus, aquele que é, e que era, e que há de vir, o Todo-Poderoso.

Quando o vi, caí a seus pés como morto; e ele pôs sobre mim a sua destra, dizendo: Não temas; eu sou o primeiro e o último

Disse-me ainda: está cumprido: Eu sou o Alfa e o Ômega, o princípio e o fim. A quem tiver sede, de graça lhe darei a beber da fonte da água da vida.

Ao anjo da igreja em Esmirna escreve: Isto diz o primeiro e o último, que foi morto e reviveu

Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro, o princípio e o fim.

As expressões “Alfa e Ômega”, “Princípio e Fim” e “Primeiro e Último(Derradeiro)” significam a mesma coisa, sendo que o alfa é a primeira letra do alfabeto grego e  ômega a última.

A interpretação destorcida de que Jesus é o “Último” no sentido de ser o último “sendo ressuscitado só por Jeová para a vida imortal” é mentirosa. Então o que fazer com a declaração de que 144.000(segundo elas) também estão sendo ressuscitados desde 1918 para a vida imortal no céu para reinar com Cristo? Veja que Jesus então não é o “último” a ser ressuscitado desta maneira como elas alegam. Essa tática de ir além do que está escrito I Corintios 4:6 é de praxe na Organização, não é raro aparecer em suas literaturas  expressões tais como, “no sentido de que” ou “se fizermos valer”, isso mostra o quanto as TJs não respeitam as regras de hermenêutica, essenciais na interpretação da Bíblia. Antes, preferem dar suas próprias interpretações distorcidas para que possa se encaixar no seu modo de crença.

Em apocalipse 1:8 está escrito que o Deus Todo-poderoso está vindo, mas o versículo precedente diz que Ele está vindo com as nuvens. Ora, o único que disse que viria com as nuvens foi Jesus Mateus 24:30 Marcos 14:62 então esse Todo-poderoso que vem só pode ser Jesus. As TJs sabendo disso deu uma nova interpretação para as nuvens ” Jesus vem com as nuvens no sentido de que será tão invisível para o olho nu como o sol é quando está atras de nuvens.” ( Revelação Seu Grande…pág. 20,21) note a expressão “no sentido”, com esta palavrinha mágica elas transformam o verdadeiro sentido do texto em qualquer outra coisa que queiram, para poder se adaptar ao seu ponto de vista. Mas como o texto diz que Ele “VEM” e que todo olho o “VERÁ” também deram uma interpretação toda arranjada para essas expressões. Jesus agora vem, “por voltar sua atenção para a execução dos julgamentos de Jeová nas nações” e todos o verá “no sentido de “discernir”, assim como podemos ver ou discernir as qualidades invisíveis de Deus por meio das suas criações.” (éden) Esse malabarismo todo é apenas para sustentar o dogma herético de que a volta de Jesus foi invisível em 1914 e só as Tjs O viram com os olhos do “entendimento” e de quebra tirar Jesus da divindade pois acreditam que em apocalipse 1:8 – 21:5,8 e 22:12,15 é Jeová quem fala, não Jesus (éden pág.20). Tentam se defender da seguinte maneira:

“Em Revelação 22:13, diz-se também que o Alfa e o Ômega é  “o primeiro e o último”, expressão esta que é aplicada a Jesus em Revelação 1:17,18. Similarmente a expressão “apóstolo” é aplicada tanto a Jesus Cristo como a certos de seus seguidores. Mas será que isso prova que sejam a mesma pessoa ou que sejam de posição igual?…De modo que a evidência leva à conclusão de que o título “Alfa e Ômega” se aplica ao Deus Todo-poderoso, o Pai, não ao Filho.” (Raciocínios à Base das Escrituras pág. 405)  

Veja o leitor que a STV tem dificuldades em distorcer as verdades concernentes à divindade absoluta de Jesus Cristo e acabam caindo nas mais vergonhosas contradições. Vejamos algumas delas:

  • a) A STV já ensinou que o termo “Alfa e Ômega” se aplicava a Jesus, “ALFA E ÔMEGA, a primeira e a última letras do alfabeto grego; ambas aplicadas a Cristo. Ap 1.8; 21.6.” ( Emphatic Diaglott (the) pág.872) Essa verdade aparecia também no livro “O Mistério Consumado” na pág. 15 edição de 1917.
  • b) Nenhum cristão, que professa a divindade de Cristo, já mais afirmou que o Pai e o filho são a mesma pessoa. São pessoas distintas unidas em uma só divindade. Outrossim, mesmo a expressão “apóstolo” empregada pela Organização para tentar refutar nosso argumento, não o enfraquece, antes corrabora-o, porque “apóstolo”, significa simplesmente “enviado”, os dois (os apóstolos e Jesus, como filho do homem) eram por assim dizer, iguais, pois ambos foram enviados. Mais uma vez a STV tenta confundir as coisas!
  • c) Quando se referem a Jesus dizem: “Quando Jesus se apresenta pelo título de “o Primeiro e o Último”, ele não está reivindicando igualdade com Jeová, o Grandioso Criador. Usa um título que lhe foi devidamente dado por Deus… Em Revelação, Jesus fala sobre o título que lhe foi dado, trazendo à atenção sua extraordinária ressurreição.”

(o grifo e sublinhado é nosso)

Contudo quando falam de Jeová dizem: “De modo que a evidência leva à conclusão de que o título “Alfa e Ômega” se aplica ao Deus Todo-poderoso, o Pai, não ao Filho.” (Raciocínios à Base das Escrituras pág. 405)

Partindo da premissa de que “Alfa e Ômega” significa o mesmo que  “Primeiro e Último”, pois como já dissemos, são a primeira e a última letras do alfabeto grego, podemos sem sombra de dúvidas dizer que Jesus é Jeová. Isto é reforçado ainda mais pelo argumento delas de que a expressão “o Primeiro e o Último” é apenas um “título”. Ora, se “Primeiro e Último” e “Alfa e Ômega” são títulos e levando em consideração de que ambas querem dizer a mesma coisa, tais “títulos” só apontam mais do que qualquer coisa a divindade do Senhor Jesus Cristo e desta contradição elas não podem escapar. Veja o leitor que não há nenhuma diferença entre Alfa e Ômega e Primeiro e Último, ambos são igualmente títulos e ambos são aplicados ao Filho. Só resta agora a STV fazer diferença entre os dois títulos com a costumeira palavrinha mágica “no sentido de que…”!

  • d) Em apocalipse 22:12,13 está escrito “Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra. Eu sou o Alfa e o Ômega, o primeiro e o derradeiro, o princípio e o fim.”

No verso 12 como podemos constatar está dito que alguém está vindo depressa(TNM), já o verso 13 diz que quem está vindo depressa é o “Alfa e o Ômega” e o “primeiro e o último”. Mas note agora oque está escrito no verso 20,“Aquele que testifica estas coisas diz: Certamente cedo venho. Amém; VEM, SENHOR JESUS.” Para não restar dúvidas de quem está vindo depressa no livro do apocalipse seja Jesus, veja mais esses seguintes versículos:

16:15 Eis que venho como ladrão. Bem-aventurado aquele que vigia, e guarda as suas vestes, para que não ande nu, e não se veja a sua nudez.

3:3 Lembra-te, portanto, do que tens recebido e ouvido, e guarda-o, e arrepende-te. Pois se não vigiares, virei como um ladrão, e não saberás a que hora sobre ti virei.

22:7 Eis que cedo venho! Bem-aventurado aquele que guarda as palavras da profecia deste livro.

22:12 Eis que cedo venho e está comigo a minha recompensa, para retribuir a cada um segundo a sua obra.

2:23 e ferirei de morte a seus filhos, e todas as igrejas saberão que eu sou aquele que esquadrinha os rins e os corações; e darei a cada um de vós segundo as suas obras.

Em apocalipse 1:7,8 diz que aquele que vem depressa é o que foi transpassado e depois se revela como o Deus Todo-poderoso. Perguntamos: Quem foi transpassado, o Pai ou o Filho? É lógico que o único que foi transpassado foi Jesus, mas o livro de Zacarias no capítulo 12 verso 10 relata o seguinte sobre Jeová: “…e olharão para mim, a quem transpassaram; e o prantearão como quem pranteia por um unigênito; e chorarão amargamente por ele, como se chora amargamente pelo  primogênito.”

A TNM tenta ofuscar essa verdade trocando o pronome “Mim” por “Aquele” a quem transpassaram, tentando desesperadamente separar Jesus de Jeová. Entretanto no rodapé da página da TNM com referências diz que a tradução é “Mim”, ficando assim, mais que provado as trapaças da Organização!

  • e) O argumento de que ” No hebreu original, em Isaías 44:6, não há artigo definido junto às palavras “primeiro” e “último”, ao passo que na descrição que Jesus fez de si mesmo, no grego original, em Revelação 1:17, encontra-se o artigo definido. De modo que, em sentido gramatical, Revelação 1:17 indica um título, ao passo que Isaías 44:6 descreve a Divindade de Jeová.” é no mínimo mentiroso.

Antes de passarmos para o desmantelar de tão descabida e infundada exegese, é bom rememorar que as TJ são expert em sofismas, enganos e omissões do verdadeiro significado do assunto. Fazem isto com muita facilidade, pois nenhuma TJ ousaria ir procurar as fontes que são citadas pela STV, seria duvidar do Corpo Governante e isto bastaria à levar uma TJ a ficar sob suspeita na congregação, pois quando é para examinar a religião dos outros elas alardeiam dizendo:

“Precisamos examinar não só o que nós mesmos cremos, mas também o que é ensinado pela organização religiosa com que talvez nos associemos”.(A Verdade que Conduz a Vida Eterna pág.13)

E mais: “Se amarmos a verdade não devemos temer tal exame”(éden)

Mas quando o objeto do exame é a própria Organização e suas crenças, ai o negócio é diferente! Falando sobre literatura apóstata, a STV adverte as TJs a nem ao menos pegar tal literatura.

“ Talvez você até mesmo raciocine: Isso não vai me afetar; sou forte demais na verdade. E, além disso, tendo a verdade não temos nada a temer…Argumentando assim alguns nutriram a mente com raciocínios apostatas…” (A Sentinela 15/03/1986)

Note que quando o exame é de outras religiões as pessoas “não devem temer tal exame” mas quando é a religião das Tjs, aí então o mesmo chavão já não serve e saem com: “Argumentando assim alguns nutriram a mente com raciocínios apóstatas…” A STV tem medo que seus adeptos lêem literaturas cristãs pois descobririam as mentiras de sua Organização e principalmente do “Escravo Fiel e Discreto” bem como de seu porta voz o “Corpo Governante”. A tática que usam para prenderem essas pobres almas é priva-las de exercerem o direito de livre arbítrio e pesquisarem por conta própria. Veja que as TJs não podem ter idéias independentes das da Organização (A Sentinela 15/07/1983) são pessoas desprovidas de senso crítico, elas preferem que a STV pense por elas e por isso são presas fáceis nas mãos do Corpo Governante. Somente o Espírito Santo, que convence o homem do erro, é que pode ajudar essas pobres almas. Muitas delas vivem com medo de sair da Organização.

A QUESTÃO  DA GRAMÁTICA GREGA

Novamente o tiro da STV sai pela culatra. Novamente o ponto de apoio que supostamente alegam usar é o sentido gramatical tomando como base o artigo. As TJs caem numa grande contradição afirmando isso e fazem seu argumento virar contra elas mesmas, pois acontece que em apocalipse 22:13 quando usa a expressão “primeiro e último” (ró prótos kaì ró eskhatos) que segundo elas, no referido versículo é Jeová quem fala,  também aparece o artigo. Seguindo a mesma linha de raciocínio erigida por elas mesmas, diríamos que tão pouco  Jeová escaparia de perder sua divindade nessa passagem também. Por que, de duas, uma: Ou elas admitem que a expressão “primeiro e último” indica a plena divindade de Jesus ou elas tem que tirá-la também de Jeová, pois como já vimos, nas duas passagens aparecem o artigo, mas isso a STV não revela aos seus adeptos!

JESUS É DEUS, ASSINADO:  BÍBLIA SAGRADA

“…seu nome será: Maravilhoso, Conselheiro, Deus forte, Pai da eternidade, Príncipe da paz.” Isaías 9.6

EVANGELHO DE JOÃO

1:1 No princípio era o Verbo, e o Verbo estava com [Deus], e o Verbo era [Deus]. 

1:18 Ninguém jamais viu a [Deus]. O [Deus] unigênito, que está no seio do Pai, esse o deu a conhecer.

5: 18 Por isso, pois, os judeus ainda mais procuravam matá-lo, porque não só violava o sábado, mas também dizia que [Deus] era seu próprio Pai, fazendo-se igual a [Deus].

10:33 Responderam-lhe os judeus: Não é por nenhuma obra boa que vamos apedrejar-te, mas por blasfêmia; e porque, sendo tu homem, te fazes [Deus].

20:28 Respondeu-lhe Tomé: Senhor meu, e [Deus] meu!

ATOS DOS APÓSTOLOS

20:28 Cuidai pois de vós mesmos e de todo o rebanho sobre o qual o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de [Deus], que ele adquiriu com seu próprio sangue.

ROMANOS

9:5 de quem são os patriarcas; e de quem descende o Cristo segundo a carne, o qual é sobre todas as coisas, [Deus] bendito eternamente. Amém.

FILIPENSES

2:6 o qual, subsistindo em forma de [Deus], não considerou o ser igual a [Deus] coisa a que se devia aferrar,

TITO

2:13 aguardando a bem-aventurada esperança e o aparecimento da glória do nosso grande [Deus] e Salvador Cristo Jesus,

HEBREUS

1:9 Amaste a justiça e odiaste a iniquidade; por isso [Deus], o teu [Deus], te ungiu com óleo de alegria, mais do que a teus companheiros;

II PEDRO

1:1 Simão Pedro, servo e apóstolo de Jesus Cristo, aos que conosco alcançaram fé igualmente preciosa na justiça do nosso [Deus] e Salvador Jesus Cristo.

I JOÃO

5:20 Sabemos também que já veio o Filho de [Deus], e nos deu entendimento para conhecermos aquele que é verdadeiro; e nós estamos naquele que é verdadeiro, isto é, em seu Filho Jesus Cristo. Este é o verdadeiro [Deus] e a vida eterna.

APOCALIPSE

1:8 Eu sou o Alfa e o Ômega, diz o Senhor [Deus], aquele que é, e que era, e há de vir, o Todo-Poderoso.

fonte www.avivamentonosul.com